Ir para conteúdo principal Ir para menu principal Ir para menu do rodapé Ir para menu Categoria Ir para menu Arquivo
Logon

Viver Seguro no Trânsito

Nós estamos fazendo nossa parte. E você?
Início do conteúdo

Categoria: Boas ideias

Em dezembro, fatalidades de trânsito superam média anual: saiba como se prevenir

Por conta do período de férias e das festividades de fim de ano, órgãos de trânsito alertam para um aumento no número de acidentes e de mortes durante o mês de dezembro na comparação com a média dos demais meses. De acordo com o programa “Respeito à Vida”, do Detran.SP, a elevação não se restringe às rodovias e o índice chega, por exemplo, a dobrar nas cidades do litoral paulista.

Para se ter uma ideia, o Seguro DPVAT pagou mais de 32 mil indenizações para pessoas acidentadas nas ruas, estradas e rodovias do país em acidentes ocorridos em dezembro do ano passado. Destas, cerca de 67% dos foram para Invalidez Permanente, ou seja, para pessoas que ficaram com uma lesão irreversível após o acidente de trânsito. Quando analisadas somente as indenizações por morte, foram mais de 10% do total.

Nós, do Blog Viver Seguro no Trânsito, reunimos algumas dicas para que você possa cuidar da sua segurança e a de terceiros:

1. Não use o celular enquanto estiver dirigindo

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), as chances de um motorista utilizando o celular se envolver em um acidente aumenta 400%.

2. Faça a manutenção periódica do seu veículo

Antes de pegar a estrada, atente-se aos pneus, freios, faróis, nível de óleo e água.

3. Respeite os limites de velocidade

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) estabelece um limite de velocidade para cada tipo de via. Por isso, ao longo do trajeto, estar atento às sinalizações é essencial.

4. Nunca dirija sob o efeito de substâncias tóxicas, álcool ou remédios

Para uma direção segura e tranquila, pegue o volante somente se estiver em plenas condições mentais, físicas e emocionais.

5. Cuide também dos não-motorizados

Os veículos maiores devem sempre cuidar dos menores, como com as bicicletas e, é claro, de todos com os pedestres, que também fazem parte do trânsito. Em 2019, a partir dos dados do DPVAT, os pedestres ficaram em 2º lugar nas indenizações por acidentes fatais no período, assim como nos acidentes com invalidez permanente.

>Contran lança tema para campanhas educativas em 2021

E, trabalhando sempre para um trânsito cada vez mais seguro por meio da conscientização da sociedade, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) aprovou, na última semana, o novo tema para as campanhas educativas de 2021.

O mote “No trânsito, sua responsabilidade salva vidas” será utilizado para subsidiar todas as ações voltadas para a segurança viária organizadas pelos órgãos do Sistema Nacional de Trânsito (SNT).

“O objetivo das nossas campanhas educativas é salvar o maior número de vidas no trânsito. Vamos começar o próximo ano com o tema que traz a responsabilidade como elemento principal, levando mais segurança e educação para todos os condutores do país. O Contran, mais uma vez, está empenhado em colaborar para que as ações possam evitar os acidentes e conscientizar a sociedade”, afirmou o presidente do Contran e diretor-Geral do Denatran, Frederico Carneiro.


Continuar lendo

Conheça as soluções vencedoras da primeira edição do HackaTRAN

Na última quarta-feira (25), foram anunciados os três vencedores da primeira “maratona” de inovação voltada para o setor de trânsito, chamada de “HackaTRAN 2020”. A iniciativa, uma parceria entre o Ministério da Infraestrutura, o Denatran e o SERPRO, contou com mais de 200 inscritos, divididos em 40 equipes. E, ao final de quatro dias de imersão totalmente online, os participantes precisavam apresentar soluções tecnológicas voltadas para gerar mais eficiência e segurança aos serviços de fiscalização, segurança viária e educação para o trânsito.

O grande vencedor trouxe uma inclusão no aplicativo da Carteira Digital de Trânsito (CDT), permitindo que motoristas profissionais (habilitados nas categorias C, D e E) e agentes de trânsito possam ter acesso aos dados dos exames toxicológicos. Desta forma, o novo módulo mostra as clínicas credenciadas mais próximas do condutor, que, além de ser notificado sobre o vencimento do exame, recebe o resultado pela própria plataforma.

Na segunda colocação ficou a solução “Sistema Inteligente de Vistoria Eletrônica (e-Sive)”, com o objetivo de trazer maior comodidade e facilidade no processo de vistoria veicular. Assim, o condutor conseguirá fazer esse procedimento pelo celular e não precisará se deslocar até o órgão de trânsito, tendo em vista o contexto da pandemia.

E, em terceiro lugar, ficou o aplicativo “Mão Dupla”. Considerando as causas dos acidentes ocorridos no trânsito, a solução visa atuar como um educador virtual, que notifica o motorista no caso de infrações, como velocidade acima do permitido, por exemplo. O intuito é incentivar boas práticas de direção por parte do condutor, que será recompensado ao acumular pontos a partir de atitudes positivas.

Assista aos vídeos dos projetos ganhadores!


Continuar lendo

Semana Nacional de Trânsito: Conheça o Podcast do Seguro DPVAT

Em nova iniciativa da Seguradora Líder, a sociedade brasileira pode se informar e ficar sabendo ainda mais sobre o Seguro do Acidente de Trânsito. Pega o fone e dá o play. O Podcast “A Voz do Trânsito”, do Seguro DPVAT, tá no ar! 🎙

Você já se perguntou como surgiu o Seguro DPVAT ou o que a sigla significa? Quer ficar mais ligado sobre o universo do trânsito e ouvir conteúdos exclusivos com autoridades sobre o assunto? Agora esses e mais conteúdos estarão disponíveis gratuitamente nas plataformas de streamming. Bacana, né?

Esta é mais uma iniciativa da Seguradora Líder com o objetivo de ampliar o conhecimento sobre o Seguro DPVAT e divulgar informações sobre um trânsito mais consciente e seguro, alinhada com as novas tendências de comunicação digital.

Os episódios estão disponíveis no site da Seguradora, nos aplicativos Spotify, Deezer, Google Podcasts e Pocket Casts. A cada episódio, uma nova informação e novos convidados. Bora ouvir? Então dá o play! ▶


Continuar lendo

Conheça o assistente virtual do Seguro DPVAT

Por aqui, estamos sempre pensando em formas de deixar você e toda a sociedade brasileira cada vez mais próxima do Seguro DPVAT. E nada como uma solução tecnológica simples para quem quer consultar o andamento do seu pedido ou tirar dúvidas sobre como acionar o benefício, fazer o pagamento anual, pedir restituições e muito mais. Para saber tudo sobre a essa novidade, fique ligado no nosso post!

Chegou o assistente virtual!

Na última quarta-feira, 18 de agosto, a Seguradora Líder lançou uma nova forma de atendimento: o assistente virtual do Seguro DPVAT já está disponível, pelo www.seguradoralider.com.br ou pelo whatsapp, para quem é fã de soluções online. Bacana, né? Ao iniciar o seu atendimento pelos canais, você seleciona entre as opções “Andamento do meu pedido de indenização”, para quem já tem um processo aberto e quer saber o status, e “Outros assuntos”, para quem tem dúvidas e quer enviar uma pergunta.

O que posso perguntar?

Entre os questionamentos que o assistente virtual está pronto para responder estão perguntas sobre documentação, o passo a passo para dar entrada, pontos de atendimento, valores das indenizações, como os proprietários de veículos podem pagar o seguro, o calendário de pagamento e como pedir restituições de valores pagos a mais ou em duplicidade.

Para quem prefere o atendimento via WhatsApp, é só entrar em contato por meio do (21) 96781-3444. Mas se você prefere entrar em contato através do nosso site, basta procurar o ícone abaixo, no canto inferior.

E quando o nosso assistente virtual não conseguir te ajudar, ele vai te transferir para um dos nossos atendentes!

Se você chegou aqui e continuou com alguma dúvida, nossos comentários e outros canais de atendimento estão à disposição. Fala com a gente!


Continuar lendo

Como dar entrada no Seguro DPVAT sem sair de casa

Na última semana, os Correios entraram em greve, e se você quer dar entrada no Seguro DPVAT e ficou pensando quais são as alternativas, te contamos aqui nesse post! Você não precisa sair de casa para enviar o seu pedido ou documentos complementares, caso o seu processo tenha alguma pendência. Fique ligado!

Na palma da mão

Você tem aí, na palma da sua mão, um dos pontos de atendimento do Seguro DPVAT. O aplicativo do benefício está disponível para download, gratuitamente, na Google Play e Apple Store. É possível fazer a solicitação para as três coberturas – invalidez permanente, morte e reembolso de despesas médicas (DAMS) – e enviar a documentação, fotografando diretamente pela câmera do celular ou enviando o documento em PDF.

Se você prefere falar com alguém para entender melhor todo o procedimento, é só entrar em contato com a nossa Central de Atendimento. O atendimento está disponível, exclusivamente para as vítimas de acidentes de trânsito e seus beneficiários, de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h, exceto feriados nacionasis, por meio dos telefones 4020-1596, para capitais e Regiões Metropolitanas, e 0800 022 12 04, para outras regiões.

E como envio documentos pendentes?

Para enviar documentos complementares do seu pedido, não é preciso retornar a agência dos Correios, se você tiver dado entrada por lá. O Seguro DPVAT conta com um recurso online para envio diretamente pelo site www.seguradoralider.com.br ou pelo https://documentospendentes.seguradoralider.com.br/. Para usar o recurso, o beneficiário deverá ter em mãos o número do sinistro e o CPF, além de todos os documentos pendentes para envio de uma só vez.

Gostou da dica de hoje? Lembre-se, se você tiver qualquer dúvida sobre como acessar o Seguro DPVAT, entre em contato com a gente pelos comentários!

Continuar lendo

Equipamentos de segurança e sua importância para prevenção de acidentes

No último post do Blog Viver Seguro no Trânsito falamos um pouco sobre o calendário de temas sobre prevenção e educação liberado pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Em agosto, um dos equipamentos mais eficazes para garantir a segurança de motoristas e passageiros em caso de acidentes de trânsito, é o destaque. Ponto para quem apostou no cinto de segurança! Acompanhe o nosso post e saiba mais sobre proteção dentro dos veículos.

A história do cinto de segurança

Esse equipamento tão conhecido foi patenteado em 1895, nos Estados Unidos. Apesar disso, seu uso foi implementado somente em 1958, em um modelo Corvette, fabricado pela Chevrolet. O tipo de cinto de segurança que conhecemos e utilizamos hoje, chamado de três pontos, era preso na estrutura do veículo e só chegou para o público em 1959, desenvolvido pelo engenheiro sueco Nils Bohlin. Legal né?

No Brasil

Aqui no Brasil, a obrigatoriedade do uso do equipamento completará 23 anos em setembro. Ela foi instituída pelo artigo 65 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Andar sem o cinto de segurança, tanto o motorista quanto o passageiro, resulta em uma infração grave sujeita à multa de R$ 193,23; retenção do veículo até a colocação do cinto e 5 pontos na carteira do motorista, de acordo com o artigo 167 do CTB.

Proteção para crianças

Os cintos de segurança são os equipamentos utilizados para proteção em casos de acidentes para crianças maiores, jovens e adultos. Mas não podemos esquecer que a proteção dos pequenos também é muito importante dentro dos carros. Para isso, é preciso utilizar corretamente o equipamento de acordo com a idade.

Até 1 ano: Para essa idade, a regra é o uso do bebê conforto. E fique atento: a forma correta de instalação é virada para o banco de trás, protegendo ainda mais em caso de choque frontal entre veículos.

1 a 4 anos: Para essa idade, a cadeirinha é o dispositivo adequado. Virada para frente, no mesmo sentido dos passageiros, sempre no banco de trás!

A partir dos 4 anos: Para essa idade, é preciso usar o assento de elevação para a utilização do cinto de segurança do carro. É imprescindível que o dispositivo não fique no pescoço da criança, para que não machuque em caso de impacto.

Continuar lendo

Conheça o calendário de campanhas educativas de trânsito para 2020

Você sabia que, todos os anos, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) divulga um calendário de temas para que sejam desenvolvidas campanhas de educação no trânsito? Por conta da pandemia de COVID-19, as ações deste ano ficaram concentradas entre os meses de agosto e dezembro. Para saber um pouco mais sobre os assuntos de 2020, acompanhe o nosso post!

O cronograma tem como tema principal "Perceba o risco, proteja a vida" e deve ser divulgado pelos órgãos e entidades do Sistema Nacional de Trânsito (SNT). As mensagens poderão ser adaptadas de acordo com as particularidades de cada região. Legal né?

E não para por aí. Até dezembro, cinco campanhas educativas estão previstas com temas super relevantes, como a importância do cinto de segurança e dispositivos de retenção infantil; o respeito no trânsito e os usuários mais vulneráveis; o perigo do período noturno no trânsito; os impactos sociais dos acidentes do trânsito; e os riscos de beber e conduzir. O principal momento do ano será durante a Semana Nacional de Trânsito, de 18 a 25 de setembro.

Quer conhecer os temas? Dá uma olhada:

AGOSTO - Uso de cinto de segurança e dispositivo de retenção infantil. O objetivo das campanhas educativas é ressaltar que o uso destes equipamentos salva vidas.

SETEMBRO - Serão duas abordagens: usuários vulneráveis e respeito no trânsito. A ideia é abordar a vulnerabilidade dos pedestres, ciclistas, motociclistas e pessoas com deficiência, que são os mais expostos ao risco, além de alertar que o uso do capacete pode salvar vidas. As campanhas também deverão abordar a relação de violência e conflitos entre os usuários do trânsito, reforçando seu caráter coletivo e reforçando a importância de cuidar de si e do outro.

OUTUBRO - Com o mote “Ver e ser visto”, a campanha terá como foco os perigos do período noturno no trânsito, onde há maior risco de acidentes envolvendo os usuários vulneráveis pela dificuldade de visibilidade.

NOVEMBRO - Impactos sociais dos acidentes, trazendo o tema do Dia Mundial em Memória às Vítimas do Trânsito (realizado no terceiro domingo de novembro). As campanhas devem levar a uma reflexão sobre como as lesões e sequelas psicológicas e sociais impactam a vida das vítimas e de seus familiares depois do acidente.

DEZEMBRO - Álcool e condução: riscos do uso de substâncias psicoativas lícitas e ilícitas. Em decorrência das festas de fim de ano, as campanhas terão como foco alertar motociclistas e condutores sobre os perigos de pilotar ou dirigir após o consumo dessas substâncias, além da promoção de ações integradas com a fiscalização.

Se você quer ficar por dentro sobre educação e prevenção no trânsito, fique ligado nos próximos posts do blog Viver Seguro no Trânsito!


Continuar lendo

#BonsExemplos: Santa Catarina investe em prevenção de acidentes com motociclistas

Sempre compartilhamos por aqui #BonsExemplos de iniciativas para a prevenção de acidentes de trânsito. Neste post vamos falar de Santa Catarina, que está desenvolvendo uma campanha estadual permanente para a prevenção de acidentes com motociclistas. Bacana não é mesmo?

O projeto de lei, que tem como objetivo cumprir com essas medidas de prevenção, foi apresentado pela deputada estadual Ada Faraco de Luca (MDB) e foi aprovado por unanimidade pela Assembleia Legislativa. Os dados apresentados pela parlamentar incluem as ocorrências de trânsito envolvendo motos indenizadas pelo Seguro DPVAT entre 2008 e 2018, em que, pelo menos 2,4 milhões de brasileiros ficaram com algum tipo de sequela permanente em decorrência de acidentes com motocicletas.

Os nossos dados de pagamento de indenizações do Seguro DPVAT mostram que, homens entre 18 e 34 anos são as principais vítimas de acidentes de trânsito. "São pessoas em plena capacidade produtiva, mas que ficam inválidos para o trabalho", afirmou a parlamentar.

De janeiro a maio de 2020, foram mais de 8 mil pagamentos realizados pelo Seguro DPVAT para o Estado de Santa Catarina. As solicitações referentes a acidentes que resultaram em invalidez permanente representaram a maioria das indenizações pagas pelo seguro no local, 68% (5.755). O reembolso de despesas médicas e suplementares (DAMS) totalizou 25,3% (2.145) das indenizações e os casos de morte, 6,7% (567).

A proposta que foi apresentada em setembro de 2018, passou por diligências externas e teve o texto aprovado em todas as comissões.

Continuar lendo

Como preencher o Formulário de pedido do Seguro DPVAT?

O Formulário de Pedido do Seguro DPVAT centraliza as principais informações de vítimas e beneficiários e é um documento obrigatório para todas as coberturas do Seguro DPVAT. Para te ajudar, montamos um passo a passo de como preencher esse documento da forma correta e completa, evitando atrasos na análise e liberação dos pagamentos dos pedidos. Curtiu? Então, continue acompanhando!

1- Antes de tudo, acesse o formulário, disponível aqui:

2- Reserve um momento de completa atenção para o preenchimento! O erro de um número ou dado pode impedir a análise do seu processo, gerando pendência. Portanto, já sabe: faça com calma!

3- Mão na massa! Comece assinalando a cobertura que deseja pleitear: morte, invalidez permanente ou DAMS. Em caso de invalidez permanente e DAMS, você pode assinalar as duas opções no mesmo formulário. Depois, reúna todos os documentos e informações e comece o preenchimento:

  • ▶ CPF da vítima;
  • ▶ Nome completo da vítima;
  • ▶ Nome completo do beneficiário;
  • ▶ Profissão;
  • ▶ Informações residenciais que devem ser iguais aos comprovantes apresentados (endereço, número, complemento, bairro, cidade, estado e CEP do beneficiário);
  • ▶ e-mail;
  • ▶ Informações sobre a renda mensal;
  • ▶ Dados bancários: o beneficiário deverá escolher entre conta poupança ou conta corrente e informar banco, agência e conta.

É importante lembrar que, em caso de beneficiários entre 0 e 15 anos e pessoas declaradas incapazes, é preciso preencher os campos 17 a 19, com as informações do representante legal.

4- Agora vamos a algumas particularidades: caso você esteja dando entrada por invalidez permanente e não for apresentar o laudo do Instituto Médico Legal (IML), será necessário o preenchimento do campo 22, Declaração de Ausência de Laudo do IML. Se sua cobertura não for por invalidez permanente, basta deixar o campo em branco.

5- Outro caso específico é a Declaração de Únicos Beneficiários, necessária apenas nas indenizações por morte. Se esse for o caso, certifique-se de preencher todos os campos corretamente;

6- Insira o dia, mês e ano do preenchimento.

7- Caso o beneficiário não seja alfabetizado, será necessária a inclusão da impressão digital ao final do formulário e o CPF. Além disso, é necessário escolher uma pessoa que assinará a rogo, ou seja, a pedido do beneficiário, se comprometendo a dar ciência do teor de todo o documento.

8- Para a parte das assinaturas, tenha muito cuidado, é necessário que a vítima/beneficiário assine conforme o documento de identificação apresentado!

9- Para finalizar o formulário, as testemunhas. Campo obrigatório apenas em casos de indenizações por morte ou aquelas destinadas às vítimas ou beneficiários não alfabetizados.

Agora seu formulário já está completo! Se mesmo com as orientações, surgirem algumas dúvidas, lembre-se que você pode comentar o post ou entrar em contato através da página oficial do nosso Facebook, que iremos atender e prestar os devidos esclarecimentos!



Continuar lendo

Mais de 42 mil indenizações do Seguro DPVAT foram destinadas para adultos de 25 a 44 anos

No mês da conscientização sobre a violência no trânsito, a Seguradora Líder lançou um Relatório Estatístico apresentando os dados dos pagamentos do Seguro DPVAT nos primeiros três meses de 2020. De acordo com os dados apresentados nos boletins anteriormente pela Seguradora Líder, as indenizações concentravam-se nos jovens, entre 18 e 34 anos. Porém, houve uma mudança nos dados do último trimestre. Quer conferir? Fica ligado no post!

Das mais de 89 mil indenizações pagas para vítimas de acidentes de trânsito, a faixa etária de 25 a 44 anos representou 48% do total de sinistros pagos. Isso mesmo, 42.709 indenizações destinadas aos adultos. Este comportamento mostra uma mudança em relação aos outros relatórios, onde a faixa etária mais indenizada eram os jovens de 18 a 34 anos. Interessante, não é mesmo?

Se analisados todos os tipos de vítima nessa faixa etária, as motocicletas são os veículos que mais são indenizados, representando cerca de 83%, somando 35.501 sinistros pagos. Outra informação legal que pode ser observada através dos dados divulgados, são os casos envolvendo motoristas que representaram 65% das indenizações totais.

Em relação as coberturas oferecidas pelo Seguro DPVAT, a porcentagem de casos de pessoas da faixa etária de 25 a 44 anos que sofreram alguma sequela permanente foi de 69%, somando mais de 29 mil casos. Bem triste não é mesmo?

Quer saber mais sobre os números do Relatório Estatístico? Clique aqui.


Continuar lendo

Página 1 de 6
123456